Prova G3

30 novembro 2007

A pedido da professora Eleci, transferi a prova de G3 para o dia 5/12 (quarta-feira). A data era original era dia 4, mas ela solicitou o horário para conversar com vocês sobre a formatura.

Conteúdo: tudo que vimos ao longo do semestre. O blog serve de esqueleto para todo o material, e contém boa parte do conteúdo. A prova é teórica e envolve conhecimentos básicos sobre Hipermídia.

Sobre os trabalhos de G2

29 novembro 2007

Fiquei bastante desapontado com a maioria dos trabalhos de G2. Com a quantidade de tempo que vocês tiveram para desenvolver, e o nível que já deveriam estar no sétimo período do curso, a maioria dos resultados foi extremamente fraca.

Tivemos tempo para produzir em aula. Vi na apresentação o resultado positivo direto de quem me consultava durante os horários da disciplina e aproveitava para produzir. E vi o resultado negativo de quem não aproveitou estes mesmos horários.

É um nível de amadorismo absurdo para o sétimo período nem LER a proposta de trabalho, que está publicada há um mês. Vocês não sabiam o que tinham que entregar simplesmente porque não leram, nem pediram explicação.

Outro absurdo é entregar o CD de apresentação, a peça mais importante da avaliação, em pacotinho de lanche ou em guardanapo. Nem o primeiro período faz dessas. Tenham mais noção, por favor. Vocês são publicitários, trabalham com a apresentação persuasiva dos produtos. É óbvio que perdeu pontos quem entregou desta forma.

Não venham com o papo do PEX, do TCC etc. O horário de Produção em Hipermídia foi reservado para a realização do trabalho final. Quem não aproveitou, repito, acabou apresentando um trabalho ruim. E outra: colegas na mesma situação tiraram notas entre 9 e 10. Vocês estão todos no mesmo nível, com a mesma formação, a mesma carga de trabalho. Aprendam logo a lidar com a agenda e as limitações individuais de vocês, porque curso universitário é fichinha perto do mercado.

Publicidade na Wikinomia

27 novembro 2007

Sinais recentes de que os publicitários estão lendo Wikinomics:

Agência Pra Quê? – matéria do CCSP sobre o BootB.com, site que vai permitir que qualquer pessoa (QUALQUER PESSOA) venda suas idéias criativas direto para o cliente.

Agência Pra Quê, O Retorno – outros projetos que estão surgindo com propostas bem parecidas.

Reta final

19 novembro 2007

Duas semanas para acabar as aulas. Passou muito rápido.

Pelo menos estamos bem encaminhados no trabalho final. Ferramentas e wireframe definidos (nas últimas aulas), partimos para a direção de arte do website. Vamos dedicar a aula de 20/11 a isto.

No dia 27/11, temos nossa última aula, em que os grupos apresentarão seus projetos. Será em formato de defesa: os grupos sobem à frente e apresentam na tela o que é seu projeto de site, seu visual, como ele será divulgado. Vocês têm que vender a idéia, justificar por que as pessoas usariam um site como o que vocês projetaram.

Não há regras sobre como a apresentação deve ser feita, embora eu sugira utilização de PowerPoint ou outro recurso parecido. Esta apresentação deve ser entregue para mim, em CD, no dia 27, e também ser disponibilizada do blog de pelo menos um dos integrantes do grupo.

O que vou avaliar: Criatividade, Adequação e Defesa em:

– Ferramentas imaginadas para o website (peso 3)
– Wireframe (peso 1)
– Direção de Arte (peso 2)
– Formas de divulgação (peso 2)
– Apresentação (peso 2)

Arquitetura da Informação

12 novembro 2007

Dois textinhos para a gente começar a discutir Arquitetura da Informação – e pensar como vocês projetarão isto nos sites de vocês:

– Arquitetura da Informação;

– Instituto da Arquitetura de Informação

Novo site PUC-RS

9 novembro 2007

Vale apenas dar uma olhada no vídeo que apresenta o novo site da PUC-RS, que é uma aula sobre como organizar um site complexo.

Projetando Websites

30 outubro 2007

Para começarmos a fazer o projeto final, vamos primeiro ver qual é o processo de desenvolvimento de um website.

A organização do trabalho em uma agência web é um pouco diferente da de uma agência de publicidade. As principais funções são:

Atendimento – responsável pelo briefing.

Gerente de projeto – responsável pela proposta comercial e planejamento de conteúdo do website.

Arquiteto de Informação – recebe toda a informação que o website vai conter e a organiza.

Designer de Interação – é ele o responsável pelos wireframes: como vai ser a navegação no website.

Direção de Arte – desenvolve o visual da primeira página e algumas páginas internas do website, como matrizes.

Webdesigner – replica o trabalho de direção de arte para todas as páginas previstas pelo arquiteto.

(Na verdade todos aqui são webdesigners, mas nas agências tem-se chamado de webdesigner apenas este cara.)

HTML/Flash – transforma as telas estáticas em HTML, Flash, organiza o CSS. Programação leve.

Sistemas – responsável por bancos de dados, sistemas de atualização de conteúdo e outras questões. Programação pesada.

Conteúdo – redator responsável por alimentar o site (no caso de um software social, é uma função menor – pois os usuários produzem a maior parte do conteúdo -, mas ainda é necessária).

(Agências de web onde busquei informações sobre o fluxograma: AG2 e Matita Perê. Outras agências de web no Brasil: Agência Click, 10Minutos, Rage.)

Nosso trabalho hoje: desenvolver até o planejamento de conteúdo do website. Ou seja, inventar para que servirá o software social e pensar suas ferramentas.

Overdose de Hipermídia

29 outubro 2007

Esta semana vou substituir o professor Panarotto na aula de quarta-feira (31/10). Portanto, teremos aula terça e quarta – ambas no laboratório MA.

Na semana que vem, o professor Panarotto assumirá a turma terça e quinta-feira (6 e 7/11). Voltamos no dia 13/11.

Jarbas Agnelli

28 outubro 2007

Entrevista longa e muito boa com um dos caras mais fodões da publicidade brasileira, Jarbas Agnelli.

Notícia interessante

25 outubro 2007

Novos modelos de publicidade para blogs

Consumidores mais conectados, segmentação de público para evitar dispersão, comentários de formadores de opinião e alto poder de replicação são os principais motivos do sucesso das redes sociais como blogs, YouTube, Orkut, Overmundo, Beltrano, My Space e Facebook em ações de marketing viral. A explicação para isso é que nesses ambientes há um estímulo para que determinados assuntos, produtos ou serviços sejam comentados.

(O encontro que a matéria cita acontece em São Paulo, mesmo que isso não seja dito. Odeio essas matérias que acham que todo mundo mora em São Paulo.)